Novidades

Funcional, inteligente e com um visual dinâmico: o novo Classe E Station

21/06/2023 | Automóvel

O novo Classe E Station: versão resumida

  • Perfil distintivo com linha de tejadilho dinâmica
  • Grande utilidade e o espaço generoso reconhecidos
  • Lançamento das vendas na Europa durante o outono

Tão funcional quanto o seu antecessor, tão inteligente e personalizável como nunca: o novo Classe E Station, série de modelos 214, impressiona em muitos domínios. O design também foi alterado: a linha do tejadilho do novo Classe E Station confere maior dinamismo comparativamente ao modelo anterior e volta a pontuar com a funcionalidade e o elevado volume do compartimento de carga. Combinado com o vidro traseiro inclinado, o aspeto geral é progressivo.

Tal como o Limousine, a versão Station não só dá continuidade à longa história do clássico Classe E, como também preenche a lacuna para os criadores de tendências vanguardistas dos modelos EQ com o seu novo design. As proporções equilibradas fazem parte da aparência de um automóvel clássico. São definidas pela curta projeção dianteira, o longo capot com cúpulas, a distância entre eixos mais longa e a projeção traseira equilibrada.

Com o seu perfil distinto, o Station distingue-se claramente da concorrência. As duas linhas de carácter conhecidas da versão Limousine criam uma carroçaria significativamente alongada e conferem ao Station uma aparência desportiva e elegante. Sofisticado, tridimensional e otimizado até ao último detalhe, o acabamento da superfície exala elegância.

Um painel preto liga a grelha do radiador aos faróis. Este elemento preto brilhante relembra os modelos EQ. A grelha do radiador tridimensional é progressiva ou clássica, em função da linha de equipamento selecionada. Uma grelha do radiador com moldura cromada e retroiluminada por fibras óticas está disponível como opção para todas as linhas de equipamento (Avantgarde, Exclusive e AMG). O novo Classe E Station está equipado de série com faróis LED de alta performance. Os faróis DIGITAL LIGHT estão disponíveis como opção, com ou sem função de projeção. Todas as opções de faróis proporcionam um design distintivo de dia e de noite. Como característica habitual da marca, as luzes diurnas revelam a forma de uma sobrancelha.

Elementos cromados de design preciso, bem como os grupos óticos traseiros bipartidos, de estilo progressivo, caracterizam o design da traseira. Graças à sua grande abertura, o compartimento de carga pode ser utilizado de várias formas. A equipa de design reinterpretou os farolins traseiros em termos dos seus contornos e funcionamento interno. Com grande profundidade de pormenor e funções parcialmente animadas, o design interior contribui para o elevado valor atrativo do automóvel. A estrela exclusiva torna inconfundível o design diurno e noturno dos farolins traseiros. As duas secções de luz no painel lateral e na porta do compartimento de bagagens estão visualmente ligadas. Este facto realça ainda mais a largura da traseira. Os refletores foram deslocados para o para-choques. Isto permite que a abertura do compartimento de carga seja particularmente grande, o que, por um lado, aumenta o valor utilitário e, por outro, faz com que a traseira pareça ainda mais larga.

Ainda mais espaçoso no compartimento traseiro e a já reconhecida grande utilidade

Em comparação com o seu antecessor, a largura do Classe E Station cresceu 28 milímetros. Este aumento fornece ainda mais espaço para os passageiros traseiros: a largura interior no compartimento traseiro é de 1519 milímetros – mais 25 milímetros que o modelo anterior. A distância entre eixos foi aumentada em 22 milímetros para os 2961 milímetros. Como resultado, os passageiros do banco traseiro usufruem de mais espaço para os joelhos (84 milímetros; mais 9 milímetros) e para as pernas (934 milímetros; mais 15 milímetros). Se necessário, o compartimento de bagagens pode ser aumentado de 615 litros para até 1830 litros. Na motorização híbrida plug-in, a capacidade do compartimento de carga é de 460 a 1675 litros, e neste último caso a base também é plana.

O encosto do banco traseiro pode ser rebatido na proporção de 40:20:40. A operação é realizada através de dois botões de pressão nos lados esquerdo e direito superior do encosto do banco. A versão Station está equipada de série com a porta do compartimento de carga EASY-PACK. A porta do compartimento de carga abre e fecha comodamente com o simples pressionar de um botão: utilizando o botão na chave de comando, o interruptor na porta do condutor ou o manípulo de abertura na porta do compartimento de carga. A cobertura retrátil do compartimento de carga e a rede divisória (ambas de série) são bipartidas. Cada uma inclui a sua própria cassete de enrolamento da cobertura retrátil e da rede divisória respetivamente.

MBUX Superscreen como destaque do design interior

O painel de instrumentos e o tablier contribuem para a experiência digital no interior. Se o Classe E Station estiver equipado com o display opcional do passageiro dianteiro, uma grande superfície em vidro do MBUX Superscreen estende-se até ao display central. Visualmente dissociado do MBUX Superscreen está o display do painel de instrumentos no campo de visão do condutor. Os modelos sem display do passageiro integram um elemento de revestimento de grandes dimensões que se estende até ao centro. Visualmente dissociado, o display central aparenta flutuar acima da superfície côncava deste elemento de revestimento.

A secção frontal do painel de instrumentos é iluminada pela faixa de luz da Iluminação Ambiente Ativa. Esta estende-se em forma de arco desde o para-brisas, passando pelos pilares A e terminando nas portas. Isto cria a sensação de um habitáculo extremamente espaçoso. Um conjunto de controlo que aparenta flutuar na secção superior dos painéis das portas combina com o visual das superfícies de vidro dos displays.

A consola central foi concebida como uma unidade homogénea e une-se numa linha reta com a secção inferior do painel de instrumentos. Na parte frontal, um compartimento de arrumação com tampa e suportes de bebidas está integrado no elemento de revestimento tridimensional. A parte traseira da consola central está equipada com um apoio de braços almofadado macio.

O painel central da porta une-se perfeitamente ao apoio de braços com uma geometria côncava. Aqui, a secção frontal foi concebida como um elemento metálico tecnologicamente avançado. Pode ser utilizado como pega auxiliar e como puxador da porta, e incorpora os interruptores dos vidros elétricos. Outro destaque é a consola de controlo flutuante que incorpora o interruptor de abertura da porta e os interruptores de controlo das funções do banco.

Os contornos da superfície do banco e do encosto do banco fluem elegantemente do interior para o exterior e aparentam flutuar acima da base do assento graças ao design de camadas. As linhas verticais recuadas seguem o contorno exterior, e distanciam-se até à parte superior.

Motorização híbrida plug-in disponível já no lançamento de mercado

Graças à eletrificação sistemática e à redução inteligente das dimensões dos motores, o novo Classe E estabelece novas referências em termos de eficiência. A gama de motores inclui unidades de quatro e de seis cilindros da atual família de motores modulares FAME (Family of Modular Engines) da Mercedes‑Benz. Desta forma, a gama de motores é extremamente importante para a flexibilidade da rede de produção global, com eletrificação em função das necessidades.

Além da sobrealimentação, os motores diesel e os motores a gasolina integram assistência inteligente de um motor de arranque / alternador integrado (ISG). São, portanto, híbridos parciais. Graças a uma nova bateria, a potência do motor elétrico foi aumentada de 15 para 17 kW, enquanto o binário suplementar foi aumentado para 205 Nm. Posteriormente seguir-se-ão mais modelos parcialmente híbridos.

Com o E 300 e (consumo de combustível em ciclo combinado, ponderado (WLTP): 0,9-0,6 l/100 km, emissões de CO₂ em ciclo combinado, ponderadas (WLTP): 20-13 g/km, consumo de energia elétrica em ciclo combinado, ponderado (WLTP): 21,4-19,1 kWh/100 km), no lançamento de mercado também já está disponível uma motorização híbrida plug-in. Com uma potência elétrica de 95 kW (129 CV) e uma autonomia elétrica superior a 100 quilómetros (WLTP), este modelo irá circular em modo puramente elétrico em muitos casos de utilização, sem a utilização do motor de combustão. Posteriormente, seguir-se-ão mais motorizações híbridas plug-in com motor diesel.

Ver todas as novidades »

Campanhas Automóveis

2020_Abarth-500e_800x600.webp

NOVO ABARTH 500E 100% ELÉTRICO Por 410€/Mês

18/07/2024
2019_Jeep_SUMMIT_800x600.webp

Novo Jeep Avenger Summit Plus 100% Elétrico Desde 199€/mês + Iva

15/07/2024
2015_800x600.webp

Teste Drive Ford Explorer 100% Elétrico 22 a 24 julho | CAM Porto

10/07/2024
2017_Fiat-600_E_800x600.webp

Fiat 600 Hybrid desde 159€*/mês c/ IVA

10/07/2024
1960_Fiat-600e_800x600.webp

Fiat 600e 100% elétrico desde 279€*/mês

10/07/2024
2008_800x600.webp

Oferta Imperdível: Ford Mustang Mach-E por 51.990€

05/07/2024
2000_800x600.webp

S01 Sem Entrada e Sem Emissões

03/07/2024 | Micromobilidade
2001_800x600.webp

Oportunidade imperdível sobre 4 rodas

03/07/2024 | Micromobilidade
2002_desiknio-financiamento-800x600.webp

Começa o verão a pedalar para um futuro sustentável 🚲

03/07/2024 | Micromobilidade
2003_eli-800x600.webp

Eli Zero nas tuas mãos por apenas 149€/mês 🚗

03/07/2024 | Micromobilidade
2004_torrot-financiamento-800x600.webp

Até julho, compra a tua Torrot por apenas 79€/mês 🏍

03/07/2024 | Micromobilidade
2005_800x600_copia.webp

Wall Box e não só? O verão chegou e em grande!

03/07/2024

Siga-nos

Já segue o Grupo Auto-Industrial?
Conheça, em primeira mão, todas as novidades.

Newsletter

Inscreva-se e receba regularmente informação
personalizada no seu email.

Arbitragem de conflitos de consumo

Conforme Lei nº 144/2015, o consumidor pode recorrer ao CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo, com sítio em www.cniacc.pt.
O recurso a esta entidade apenas se aplica aos casos de arbitragem necessária previstos pelo artigo 14.º da Lei n.º 24/96, de 31 de julho - Lei de Defesa do Consumidor- na redação dada pela Lei n.º 63/2019, de 16 de agosto.