Novidades

Reprogramar a centralina: vantagens e desvantagens

17/01/2023 | Automóvel

Vantagens

Aumenta a potência

Segundo especialistas, ao reprogramar a centralina consegue otimizar a potência máxima do seu veículo e ampliá-la em cerca de 30 %. Isso significa que se um carro tiver cerca de 100 cavalos, ao fazer este processo a potência vai aumentar para cerca de 130 cv.

Também a velocidade de ponta poderá sofrer alterações. Isso significa que poderá conduzir mais rápido cerca de 10 ou 15 km/h.

Pode ainda verificar-se uma diminuição dos consumos, uma vez que acaba por recorrer menos à caixa de velocidade e, ao mesmo tempo, pode programar todos os atos da combustão automóvel para estarem otimizados. Assim, acaba por consumir cerca de 0.5 a 1.5 litros a menos a cada 100 quilómetros.

É um processo reversível

Além disso, se não estiver satisfeito com o resultado final pode fazer novamente uma reprogramação da centralina e restabelecer os parâmetros de fábrica.

Desvantagens

Pode causar danos em algumas peças

Apesar de se dizer que uma reprogramação prejudica várias peças automóveis, nomeadamente o turbo e a embraiagem (os quais correspondem a mais de 90% dos problemas relacionados com uma reprogramação da centralina), os casos costumam ser inferiores a 1%.

Ainda assim, é um facto que há um aumento de risco da saúde do seu automóvel, com especial incidência sobre os seguintes componentes:

- Turbo;

- Embraiagem;

- Motor;

- Sistema de refrigeração;

- Sistema de Escape;

- Transmissão

Anula a garantia do automóvel

Uma vez que altera o automóvel, vai perder qualquer direito sobre a garantia. Ao contrário dos Centros de Inspeção, as fabricantes e até os stands (caso tenha adquirido o veículo neste último) normalmente verificam minuciosamente se foram feitas alterações significativas ao seu carro, inclusive “repros”, de forma a assegurar que o acordo de garantia automóvel foi cumprido.

É necessário ter aprovação legal

Embora não seja oficialmente ilegal em Portugal, todo o processo para legalizar qualquer transformação ao nível da motorização de um veículo deve ser aprovado pelo IMT (Instituto de Mobilidade e Transporte).

Ou seja, tem de submeter para avaliação todo um projeto estruturado, com um custo que varia entre os 50 e os 150 euros só pela análise, onde também deverá constar um certificado do próprio fabricante a atestar que a transformação não coloca em causa os níveis de segurança do veículo, assim como não prejudica o meio ambiente.

Por várias razões, as marcas nunca aceitam passar esse atestado. Quer seja porque o veículo foi projetado com essa potência de forma a cumprir com as normas europeias de diminuição de gases poluentes, ou simplesmente porque a possibilidade de reprogramar a centralina acaba por não compensar financeiramente às marcas. É que o cliente acaba por gastar cerca de 250 euros para aumentar a potência de um veículo e torná-lo idêntico a um outro cerca de 4.000 euros mais caro…

Ainda assim, apesar de ser praticamente impossível conseguir legalizar este processo, há muitas oficinas especializadas que têm fama de conseguir tornar a reprogramação da centralina indetetável nas inspeções periódicas.

Ver todas as novidades »

Campanhas Automóveis

2020_Abarth-500e_800x600.webp

NOVO ABARTH 500E 100% ELÉTRICO Por 410€/Mês

18/07/2024
2019_Jeep_SUMMIT_800x600.webp

Novo Jeep Avenger Summit Plus 100% Elétrico Desde 199€/mês + Iva

15/07/2024
2015_800x600.webp

Teste Drive Ford Explorer 100% Elétrico 22 a 24 julho | CAM Porto

10/07/2024
2017_Fiat-600_E_800x600.webp

Fiat 600 Hybrid desde 159€*/mês c/ IVA

10/07/2024
1960_Fiat-600e_800x600.webp

Fiat 600e 100% elétrico desde 279€*/mês

10/07/2024
2008_800x600.webp

Oferta Imperdível: Ford Mustang Mach-E por 51.990€

05/07/2024
2000_800x600.webp

S01 Sem Entrada e Sem Emissões

03/07/2024 | Micromobilidade
2001_800x600.webp

Oportunidade imperdível sobre 4 rodas

03/07/2024 | Micromobilidade
2002_desiknio-financiamento-800x600.webp

Começa o verão a pedalar para um futuro sustentável 🚲

03/07/2024 | Micromobilidade
2003_eli-800x600.webp

Eli Zero nas tuas mãos por apenas 149€/mês 🚗

03/07/2024 | Micromobilidade
2004_torrot-financiamento-800x600.webp

Até julho, compra a tua Torrot por apenas 79€/mês 🏍

03/07/2024 | Micromobilidade
2005_800x600_copia.webp

Wall Box e não só? O verão chegou e em grande!

03/07/2024

Siga-nos

Já segue o Grupo Auto-Industrial?
Conheça, em primeira mão, todas as novidades.

Newsletter

Inscreva-se e receba regularmente informação
personalizada no seu email.

Arbitragem de conflitos de consumo

Conforme Lei nº 144/2015, o consumidor pode recorrer ao CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo, com sítio em www.cniacc.pt.
O recurso a esta entidade apenas se aplica aos casos de arbitragem necessária previstos pelo artigo 14.º da Lei n.º 24/96, de 31 de julho - Lei de Defesa do Consumidor- na redação dada pela Lei n.º 63/2019, de 16 de agosto.