Novidades

Saiba o que fazer caso danifique o seu carro num buraco

29/08/2022 | Automóvel

Apesar de difícil, caso o mau estado da estrada cause danos num veículo é possível imputar responsabilidades à entidade responsável pela sua manutenção.

Existe uma forma de “obrigar” a entidade responsável pela manutenção da via a reparar o seu carro, mas o processo não é particularmente fácil.

Para começar, é preciso reunir provas. Afinal de contas, sem elas a entidade responsável pela manutenção da via pode sempre alegar que estragou o seu carro por responsabilidade própria.

Além disso, é essa mesma prova que vai permitir demonstrar que a responsabilidade é imputável à entidade responsável pela manutenção da via (se o buraco estiver na berma a entidade responsável não será certamente imputável).

Depois, é necessário saber qual a entidade responsável pela manutenção da via, pois essa responsabilidade varia consoante o tipo de via, podendo caber: às Câmaras Municipais, a entidades privadas concessionárias (nas autoestradas) ou à Infraestruturas de Portugal.

O procedimento, passo a passo

Apesar de não haver um “livro de instruções” de como atuar quando um buraco ou o mau estado da via causa danos num veículo, o ACP já se debruçou sobre este assunto, elaborando uma lista de procedimentos para se poder levar a queixa “a bom porto”.

  1. Fotografar o “buraco” ou objeto que esteja na via que tenha causado o dano ou o sinistro;
  2. Chamar as autoridades (PSP ou GNR) para procederem ao levantamento do auto;
  3. Se o dano for significativo, chamar o reboque e levar o veículo para uma oficina;
  4. Contactar a entidade responsável para comunicar a ocorrência. Neste estágio devem ser reportados todos os elementos anteriores para ser efetuada uma peritagem e avançar com a orçamentação da reparação.
  5. Se o procedimento anterior correr bem, há dois desfechos possíveis: a entidade responsável (ou a sua seguradora, caso exista seguro) faz uma peritagem do sinistro ou do dano e o processo segue os termos normais; a entidade responsável solicita um orçamento ao sinistrado e responsabiliza-se pelo pagamento do arranjo (diretamente à oficina ou ao proprietário).

Como provavelmente já se deve ter apercebido, este é um processo cheio de “ses“, sendo ainda mais difícil quando o dano é causado pela projeção de pedras, situação na qual, se não houver identificação do veículo que a projetou, a entidade que gere a via pode nem ter responsabilidade pela ocorrência, uma vez que é preciso provar que as pedras ali estavam por negligência ou dolo.

Ver todas as novidades »

Campanhas Automóveis

2020_Abarth-500e_800x600.webp

NOVO ABARTH 500E 100% ELÉTRICO Por 410€/Mês

18/07/2024
2019_Jeep_SUMMIT_800x600.webp

Novo Jeep Avenger Summit Plus 100% Elétrico Desde 199€/mês + Iva

15/07/2024
2015_800x600.webp

Teste Drive Ford Explorer 100% Elétrico 22 a 24 julho | CAM Porto

10/07/2024
2017_Fiat-600_E_800x600.webp

Fiat 600 Hybrid desde 159€*/mês c/ IVA

10/07/2024
1960_Fiat-600e_800x600.webp

Fiat 600e 100% elétrico desde 279€*/mês

10/07/2024
2008_800x600.webp

Oferta Imperdível: Ford Mustang Mach-E por 51.990€

05/07/2024
2000_800x600.webp

S01 Sem Entrada e Sem Emissões

03/07/2024 | Micromobilidade
2001_800x600.webp

Oportunidade imperdível sobre 4 rodas

03/07/2024 | Micromobilidade
2002_desiknio-financiamento-800x600.webp

Começa o verão a pedalar para um futuro sustentável 🚲

03/07/2024 | Micromobilidade
2003_eli-800x600.webp

Eli Zero nas tuas mãos por apenas 149€/mês 🚗

03/07/2024 | Micromobilidade
2004_torrot-financiamento-800x600.webp

Até julho, compra a tua Torrot por apenas 79€/mês 🏍

03/07/2024 | Micromobilidade
2005_800x600_copia.webp

Wall Box e não só? O verão chegou e em grande!

03/07/2024

Siga-nos

Já segue o Grupo Auto-Industrial?
Conheça, em primeira mão, todas as novidades.

Newsletter

Inscreva-se e receba regularmente informação
personalizada no seu email.

Arbitragem de conflitos de consumo

Conforme Lei nº 144/2015, o consumidor pode recorrer ao CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo, com sítio em www.cniacc.pt.
O recurso a esta entidade apenas se aplica aos casos de arbitragem necessária previstos pelo artigo 14.º da Lei n.º 24/96, de 31 de julho - Lei de Defesa do Consumidor- na redação dada pela Lei n.º 63/2019, de 16 de agosto.