Novidades

Mercedes-Benz prepara rede global de produção para o novo portfolio de modelos elétricos

04/07/2022 | Automóvel
  • A Mercedes-Benz está a preparar a sua rede global de produção para produzir apenas modelos elétricos: a administração e os representantes dos trabalhadores chegaram a um consenso sobre a futura configuração da produção Europeia
  • Luxo Topo de Gama: Sindelfingen, a principal fábrica de veículos topo de gama da Mercedes-Benz para produzir modelos baseados na plataforma AMG.EA (Arquitetura Elétrica AMG) a partir de 2025
  • Luxo Essencial: fábricas da Mercedes-Benz em Bremen na Alemanha e em Kecskemét na Hungria para fabricarem veículos baseados na plataforma MB.EA (Arquitetura Elétrica Mercedes-Benz) na Europa
  • Luxo de Entrada na Marca: fábricas de Rastatt e de Kecskemét da Mercedes-Benz para produzirem os modelos reposicionados da plataforma MMA (Arquitetura Modular Mercedes) a partir de 2024 na Europa
  • Sistemas de bateria altamente eficientes a serem fornecidos pela rede global de produção de baterias da Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz, a Marca de automóveis de luxo mais valiosa do mundo, está a alinhar a sua rede global de produção para fabricar o seu portfolio remodelado de produtos constituído principalmente por veículos elétricos de luxo, preparando-se para produzir exclusivamente modelos elétricos até ao final da década – se as condições do mercado o permitirem. O futuro portfolio de produtos irá concentrar-se em três categorias: Luxo Topo de Gama, Luxo Essencial e Luxo de Entrada na Marca conforme apresentado no evento Economia do Desejo, a 19 de maio.

As fábricas da Mercedes-Benz em Sindelfingen, Bremen, Rastatt e Kecskemét irão iniciar a produção de novos modelos dos segmentos Luxo Topo de Gama, Luxo Essencial e Luxo de Entrada na Marca a partir de meados da década.

A fábrica de Sindelfingen da Mercedes-Benz é a fábrica principal do segmento Luxo Topo de Gama e irá produzir modelos baseados na plataforma elétrica AMG.EA a partir de 2025. As fábricas de Bremen na Alemanha e de Kecskemét na Hungria da Mercedes-Benz, irão fabricar veículos baseados na plataforma MB.EA na Europa. As fábricas de Rastatt e Kecskemét também irão produzir os modelos reposicionados baseados na plataforma MMA a partir de 2024. No âmbito da implementação do plano de negócios da Mercedes-Benz para o período entre os anos 2022 e 2026, a empresa irá investir mais de dois mil milhões de euros nas suas fábricas Europeias. Este investimento marca uma nova fase do lançamento da produção das plataformas elétricas de futura geração, assegurando a manutenção dos postos de trabalho no futuro nas fábricas Europeias. O novo plano de produção é o resultado de discussões construtivas com os representantes dos trabalhadores alemães, resultando em medidas de fundo para aumentar ainda mais a flexibilidade e a eficiência.

O portfolio de produção já inclui seis modelos totalmente elétricos da Mercedes-EQ. Estes sairão das linhas de produção em seis fábricas de três continentes e foram consistentemente integrados na produção em série contínua. Graças aos investimentos iniciais na produção flexível e à utilização do moderno e avançado sistema de produção digital MO360, a Mercedes-Benz já tem capacidade para produzir grandes volumes de veículos elétricos a bateria. As baterias dos veículos elétricos Mercedes-EQ são fornecidas pela rede global de produção de baterias com fábricas em três continentes. A produção local de baterias é um fator-chave para o sucesso da ofensiva elétrica da Mercedes-Benz. A Mercedes-Benz tem utilizado processos de produção neutros em emissões de CO2 em todas as suas fábricas de produção dispersas pelo mundo desde o início deste ano, e também compra eletricidade na Alemanha exclusivamente produzida a partir de fontes renováveis (sem produção de CO2) desde este ano.

As fábricas de veículos Mercedes-Benz implementam consistentemente a produção de veículos elétricos

Graças às estruturas altamente flexíveis, as fábricas da Mercedes-Benz AG podem produzir veículos com diferentes cadeias cinemáticas numa única linha de produção. Com o objetivo estratégico de produzir veículos totalmente elétricos, o elevado grau de flexibilidade é uma vantagem decisiva. Torna possível ajustar rapidamente a produção de acordo com a procura do mercado.

Sindelfingen

A produção da limousine de luxo totalmente elétrica EQS teve início no passado ano na Factory 56, nas instalações da Mercedes-Benz em Sindelfingen. Na Factory 56, o Classe S, o Mercedes-Maybach Classe S e o EQS são produzidos de forma totalmente flexível na mesma linha de produção. A Factory 56 incorpora o futuro da produção na Mercedes-Benz e estabelece novas referências na engenharia automóvel. A fábrica de Sindelfingen também é responsável pela produção do Mercedes-Benz Classe E nas variantes Limousine, Station e All-Terrain, do CLS e também dos modelos da família GT da Mercedes-AMG, e brevemente irá também adicionar o GLC ao seu portfolio. Sindelfingen é a fábrica principal do segmento Luxo Topo de Gama e irá produzir modelos baseados na plataforma AMG.EA a partir de 2025.

Bremen

A fábrica de Bremen da Mercedes-Benz iniciou a produção do EQE totalmente elétrico há alguns meses. Já em maio de 2019, o EQC (consumo de energia elétrica em ciclo combinado: 21.5 kWh/100 km; emissões de CO₂ em ciclo combinado: 0 g/km)[1] foi integrado na produção em série contínua na fábrica da Mercedes-Benz no norte da Alemanha. Além dos dois modelos totalmente elétricos, o Classe C nas variantes Limousine, Station, Coupé e Cabriolet, o Classe E nas variantes Coupé e Cabriolet, o GLC, o GLC Coupé e o AMG SL também são produzidos em Bremen. A partir de meados da década, um modelo baseado na plataforma MB.EA será integrado na produção.

Rastatt

A fábrica de Rastatt da Mercedes-Benz tem produzido o modelo compacto totalmente elétrico EQA desde 2021. A fábrica é também responsável pela produção dos modelos compactos Classe A, Classe B e GLA com motor de combustão e nas versões híbridas plug-in. A partir de 2024, novos modelos baseados na plataforma MMA devem sair da linha de produção da fábrica. No segmento Luxo de Entrada na Marca, a Mercedes-Benz irá reduzir o número de variantes de modelos de sete para quatro, elevando significativamente a substância tecnológica destes produtos. Estas mudanças ajudam a reposicionar a Mercedes-Benz neste segmento para satisfazer os desejos de clientes exigentes.

Kecskemét

O SUV compacto EQB foi lançado na fábrica de Kecskemét da Mercedes-Benz em 2021 e é o primeiro veículo puramente elétrico produzido em série na Hungria. O modelo complementa o portfolio constituído pelo CLA Coupé e o CLA Shooting Brake, bem como pelo Classe A com as suas versões convencionais, híbridas plug-in e AMG. A partir de 2024, novos modelos baseados na plataforma MMA e um modelo baseado na plataforma MB.EA sairão da linha de produção de Kecskemét.

Beijing

A Beijing Benz Automotive Co. Ltd. (BBAC) tem produzido veículos Mercedes-Benz na China para o mercado chinês desde 2005. Há algumas semanas foi iniciada a produção da limousine de executivos totalmente elétrica EQE na fábrica de Shunyi. O portfolio de produtos da Mercedes-EQ produzido pelo consórcio é constituído por quatro modelos: a produção do EQC teve início em 2019. Desde 2021, o EQA e o EQB têm sido produzidos na China. O Classe C (versão longa), Classe E (versão longa), Classe A (versão longa), GLA, GLB, GLC (versão longa) e o AMG A 35 L também são produzidos na China pelo consórcio.

Tuscaloosa

A fábrica de Tuscaloosa da Mercedes-Benz nos EUA, irá iniciar brevemente a produção do EQS SUV, seguido do EQE SUV no final deste ano. Ambos os modelos são produzidos na mesma linha de produção juntamente com os SUV com cadeia cinemática convencional. O GLE, GLE Coupé, GLS e Mercedes-Maybach GLS já são produzidos atualmente na fábrica de Tuscaloosa.

Rede global de produção de baterias: um fator-chave para a ofensiva elétrica da Mercedes-EQ

As baterias dos veículos elétricos Mercedes-EQ são fornecidas pela rede global de produção de baterias com fábricas em três continentes. A produção local de sistemas de bateria é um fator importante de sucesso para a ofensiva elétrica da Mercedes-Benz e é decisiva para satisfazer flexível e eficientemente a procura global por veículos elétricos.

A Accumotive tem produzido sistemas de bateria para veículos híbridos e elétricos em Kamenz, na Alemanha, desde 2012. Uma segunda fábrica de baterias nestas instalações iniciou as operações em 2018 e tem produzido sistemas de bateria para o modelo EQC desde 2019 e também para os modelos SUV compactos elétricos desde 2021. Desde que a Accumotive começou a produção, mais de um milhão de baterias de iões de lítio foram produzidas nas instalações de Kamenz.

A Beijing Benz Automotive Co. Ltd. (BBAC) construiu uma fábrica de produção de baterias nas atuais instalações do parque industrial Yizhuang em Beijing, na China. Fornece as fábricas de veículos que produzem para o mercado local. A produção de sistemas de bateria para o EQC começou nesta fábrica em 2019. A produção de sistemas de bateria para o EQE começou este ano.

Foi também em 2019 que a Mercedes-Benz inaugurou uma fábrica de produção de baterias em Bangkok, na Tailândia, juntamente com a sua parceira local, a Thonburi Automotive Assembly Plant (TAAP). Os sistemas de bateria para os veículos híbridos plug-in e totalmente elétricos são fabricados aqui.

A fábrica de baterias da Mercedes-Benz em Jawor, na Polónia, tem produzido baterias para as versões híbridas plug-in dos modelos Classe C, Classe E e Classe S desde 2020. Em 2021, a fábrica expandiu o seu portfolio para incluir sistemas de bateria para os modelos compactos Mercedes EQA e EQB.

Duas fábricas inseridas nas instalações de Untertürkheim em Estugarda na Alemanha, produzem sistemas de bateria. A fábrica de Hedelfingen tem produzido baterias para os modelos EQS e EQE desde 2021. Há algumas semanas, a fábrica de Brühl iniciou a produção de baterias para modelos híbridos plug-in, que serão utilizadas no novo GLC, entre outros.

A nova fábrica de baterias em Bibb County na proximidade da fábrica de veículos Mercedes-Benz de Tuscaloosa, no estado do Alabama (EUA), iniciou as operações este ano e produz sistemas de bateria extremamente eficientes para os modelos SUV EQS e EQE totalmente elétricos.

A rede de produção de baterias da Mercedes-Benz irá também ser complementada por outra fábrica de baterias nas instalações de Sindelfingen.

Cadeias cinemáticas elétricas na rede global de produção

A Mercedes-Benz irá aprofundar o nível de integração vertical no fabrico e no desenvolvimento, e ainda no fornecimento interno das cadeias cinemáticas elétricas. A próxima geração das cadeias cinemáticas elétricas está a ser desenvolvida internamente. O fabrico e a montagem dos componentes das cadeias cinemáticas elétricas para os futuros modelos da Mercedes-EQ terá início no final de 2024 na fábrica de Untertürkheim.

Outros passo importante é a aquisição da YASA, uma empresa do Reino Unido especializada em motores elétricos. Com este negócio, a Mercedes-Benz ganha acesso à tecnologia exclusiva de motor de fluxo axial e às competências para desenvolver a próxima geração de motores elétricos de desempenho ultraelevado. A fábrica de Berlin da Mercedes-Benz irá expandir o seu portfolio de produção, com o fabrico e a montagem no futuro destes motores elétricos de fluxo axial de desempenho ultraelevado.

Sustentabilidade na produção

Comparativamente a 2020, a Mercedes-Benz persegue o objetivo de reduzir pelo menos para metade, até ao final desta década, as emissões de CO₂ por cada veículo ligeiro de passageiros ao longo de todo o seu ciclo de vida. As alavancas mais importantes para a concretização deste objetivo são a eletrificação do portfolio de veículos, o carregamento com eletricidade verde, a melhoria da tecnologia das baterias e a ampla utilização de materiais reciclados, incluindo baterias, e de energias renováveis na produção.

A Mercedes-Benz tem utilizado processos de produção neutros em emissões de CO2 em todas as suas fábricas de produção dispersas pelo mundo desde o início deste ano, e também compra eletricidade na Alemanha exclusivamente produzida a partir de fontes renováveis (sem produção de CO2) desde este ano. Um contrato de fornecimento de eletricidade verde assegura a compra de eletricidade produzida a partir de fontes renováveis em qualquer altura. Adicionalmente, a empresa pretende aumentar a produção de energia renovável em todas as suas instalações de produção. Até ao final do próximo ano está prevista a entrada em funcionamento de centrais solares com uma potência instalada superior a 11 MWp. Até 2025, a Mercedes-Benz irá investir centenas de milhões de euros na instalação de sistemas fotovoltaicos. Até meados da década a Mercedes-Benz prevê também estabelecer novos acordos para a compra de turbinas eólicas no valor de mil milhões de euros.

Até 2030, prevê-se que as fontes de energia renovável cubram mais de 70 por cento das necessidades energéticas de produção - 15 % da energia consumida deve ser produzida através de fontes renováveis nas instalações da própria empresa. Isto deve ser alcançado através da expansão da capacidade de produção de energia solar e eólica nas suas próprias instalações e da celebração de outros contratos de compra de energia proveniente de fontes renováveis. A Mercedes-Benz também pretende reduzir o consumo de água até 35 % até 2030.

Na etapa seguinte, a Mercedes-Benz também pretende tornar a logística neutra em emissões de CO2. Neste caso, o transporte ferroviário de veículos e de componentes como as baterias desempenham um papel importante.

[1] O consumo de energia elétrica e a autonomia foram determinados com base no Regulamento (UE) Nº 692/2008. O consumo de energia elétrica e a autonomia dependem da configuração do veículo.

Saiba mais nos nossos concessionários Mercedes-Benz:

Ver todas as novidades »

Campanhas Automóveis

1321_e-proday_800x600_comercial.webp

Opel e-Pro Days - Gama Comerciais Opel

03/10/2022
1322_e-proday_800x600.webp

Opel e-Pro Days - Gama Passageiros Opel

03/10/2022
1160_09_800x600.webp

PRODUTO DO MÊS BMW

26/09/2022
813_mini_09_800x600.webp

PRODUTO DO MÊS MINI

26/09/2022
1307_renegade-265€mes_800x600.webp

Descubra o novo JEEP® Renegade eHYBRID, desde 265€/mês*

05/09/2022
1264_renault-oleo-home.webp

Faça a mudança de óleo e filtro do seu Dacia por 104,37€*

01/08/2022
1265_renault-bateria-home.webp

Troque a bateria do seu Dacia por 102,33€*

01/08/2022
1266_renault-ac-home.webp

Faça a manutenção do ar condicionado do seu Dacia por 27,22€*

01/08/2022
1267_renault-revisao-home.webp

Faça a revisão do seu Dacia por 37,32€* e deixe-o sentir-se em casa

01/08/2022
1242_noticia-grupo-800x600.webp

S01 Basic por apenas 4.990€

20/07/2022
1222_Opel.r.__1_.webp

RETOMA OPEL

04/07/2022
1218_noticia_800x600.webp

Verifique o estado dos Travões e Circuito de Travagem

28/06/2022

Siga-nos

Já segue o Grupo Auto-Industrial?
Conheça, em primeira mão, todas as novidades.

Newsletter

Inscreva-se e receba regularmente informação
personalizada no seu email.

Arbitragem de conflitos de consumo

Conforme Lei nº 144/2015, o consumidor pode recorrer ao Centro de Arbitragem do Sector Automóvel, com sítio em www.arbitragemauto.pt e sede na Av. República,44 - 3º Esqº, 1050 194 Lisboa