Novidades

Semáforos inteligentes da Ford

30/03/2022 | Automóvel

Em situações de emergência, tudo o que reduza a velocidade a que os socorristas podem chegar ao local de um acidente, fazendo-os abrandar, traduz-se em atrasos que se podem revelar fatais.

A Ford tem feito experiências com tecnologias de semáforos conectados que podem, de um modo automático, passar a verde, proporcionando rotas mais claras e diretas a veículos de emergência (ambulâncias, viaturas de bombeiros e policiais). A mesma tecnologia pode, também, ajudar a reduzir os riscos de acidentes causados pelos socorristas que conduzam através de zonas em que os semáforos se encontrem vermelhos.

"Quer se trate de um carro de bombeiros com destino a um incêndio ou uma ambulância que se dirija ao local de um acidente, a última coisa que alguém quer é que estes condutores sejam apanhados entre outros veículos, tendo de esperar que os semáforos mudem de cor", sublinhou Martin Sommer, Engenheiro de Investigação, da divisão Automated Driving Europe, Ford Europa.

Os congestionamentos também poderiam ver-se reduzidos com semáforos que enviem informação dos timings de verde/vermelho para os veículos que se aproximem do local.  

O teste-piloto insere-se num projeto mais alargado que envolve a testagem de veículos automatizados e conectados com infraestruturas em rede em autoestradas, zonas urbanas e rurais. Esta investigação exemplifica o compromisso da Ford em usar a conectividade e a inovação para melhorar a experiência de condução como um todo.

Como funciona

De modo a testar esta tecnologia, a Ford recorreu a uma estrada com oito semáforos consecutivos em Aachen, na Alemanha, e dois troços com três semáforos consecutivos, nos arredores da cidade, todos criados pelos parceiros do projeto.

Um Ford Kuga Plug-In Hybrid serviu de laboratório, estando equipado com unidades (para comunicação com a infraestrutura) e hardware de prototipagem de controlo rápido (para executar o software protótipo instalado no veículo), atuando como se fosse uma ambulância ou um veículo de passageiros, consoante os diferentes cenários de teste.

Aquando do teste em que recriou uma situação de resposta de emergência, o veículo enviou um sinal para os semáforos para passarem a verde, para depois, uma vez transposto o cruzamento, os semáforos voltarem ao seu normal funcionamento.

Para testar situações de condução no quotidiano, o veículo recebeu a informação do timing em que os semáforos passaram de vermelho para verde e de novo de verde para vermelho. A tecnologia Cruise Control Adaptativo da Ford adequou, então, a sua velocidade para ajudar a garantir que uma maior proporção de tráfego encontraria o semáforo verde. 

Quando o semáforo se apresentava vermelho, a velocidade do veículo era reduzida muito antes da chegada ao cruzamento, cronometrando a sua aproximação até à chegada ao semáforo no momento em que este ficou verde, por exemplo, de 50 km/h para os 30 km/h.

Para os veículos que se deparem com um sinal vermelho, a tecnologia pode também ajudar a minimizar as travagens bruscas e os tempos de imobilização. O veículo recebe a informação do semáforo bem antes de chegar ao cruzamento e abranda mais cedo, ajudando a reduzir os congestionamentos.

A comunicação entre veículos e semáforos é possibilitada pela tecnologia C-V2X (Cellular Vehicle-to-Everything), uma plataforma unificada que conecta veículos a infraestruturas de estrada, a outros veículos e demais utilizadores das estradas.  

"O intercâmbio de dados entre as viaturas, os veículos de emergência e os semáforos em tempo real, recorrendo às mais recentes tecnologias presentes nos telemóveis, torna o tráfego rodoviário mais seguro e eficiente", sublinhou Michael Reinartz, Diretor, Serviços ao Consumidor e Inovação, da Vodafone Alemanha. "O controlo inteligente dos semáforos ajuda a salvar vidas numa altura em que cada segundo conta, ao mesmo tempo que reduz os tempos de espera desnecessários e contribui para a redução das emissões de CO2."

Os engenheiros da Ford testaram este sistema como parte do projecto denominado “Corridor for New Mobility Aachen-Düsseldorf (ACCorD)”, fundado pelo Ministério Federal Alemão para o Digital e Transporte, com o apoio da RWTH University Aachen, Vodafone, Straßen.NRW (autorizade rodoviária para o estado alemão da Renânia do Norte-Vestfália) e o Município de Aachen. O projecto decorreu entre janeiro de 2020 e março deste ano.

Ver todas as novidades »

Campanhas Automóveis

2020_Abarth-500e_800x600.webp

NOVO ABARTH 500E 100% ELÉTRICO Por 410€/Mês

18/07/2024
2019_Jeep_SUMMIT_800x600.webp

Novo Jeep Avenger Summit Plus 100% Elétrico Desde 199€/mês + Iva

15/07/2024
2015_800x600.webp

Teste Drive Ford Explorer 100% Elétrico 22 a 24 julho | CAM Porto

10/07/2024
2017_Fiat-600_E_800x600.webp

Fiat 600 Hybrid desde 159€*/mês c/ IVA

10/07/2024
1960_Fiat-600e_800x600.webp

Fiat 600e 100% elétrico desde 279€*/mês

10/07/2024
2008_800x600.webp

Oferta Imperdível: Ford Mustang Mach-E por 51.990€

05/07/2024
2000_800x600.webp

S01 Sem Entrada e Sem Emissões

03/07/2024 | Micromobilidade
2001_800x600.webp

Oportunidade imperdível sobre 4 rodas

03/07/2024 | Micromobilidade
2002_desiknio-financiamento-800x600.webp

Começa o verão a pedalar para um futuro sustentável 🚲

03/07/2024 | Micromobilidade
2003_eli-800x600.webp

Eli Zero nas tuas mãos por apenas 149€/mês 🚗

03/07/2024 | Micromobilidade
2004_torrot-financiamento-800x600.webp

Até julho, compra a tua Torrot por apenas 79€/mês 🏍

03/07/2024 | Micromobilidade
2005_800x600_copia.webp

Wall Box e não só? O verão chegou e em grande!

03/07/2024

Siga-nos

Já segue o Grupo Auto-Industrial?
Conheça, em primeira mão, todas as novidades.

Newsletter

Inscreva-se e receba regularmente informação
personalizada no seu email.

Arbitragem de conflitos de consumo

Conforme Lei nº 144/2015, o consumidor pode recorrer ao CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo, com sítio em www.cniacc.pt.
O recurso a esta entidade apenas se aplica aos casos de arbitragem necessária previstos pelo artigo 14.º da Lei n.º 24/96, de 31 de julho - Lei de Defesa do Consumidor- na redação dada pela Lei n.º 63/2019, de 16 de agosto.